• Portugal, Espanha e França

Portugal, Espanha e França

 

“food & wine lovers”

 

• 3 Paises ( Portugal, Espanha e França)

• 2 Rotas gastronomicas ( Gastronomia & Vinhos )

• 1 Continente repleto de História

• 19 dias de descoberta e muitas emoções

1o Dia - Brasil – Porto

 

Chegada ao aeroporto do Porto e encontro com motorista guia que o irá acompanhar ao longo de toda a viagem.Traslado privado ao hotel no centro da cidade para check in (quartos disponiveis depois das 14h00).Após o check in saimos para fazer um programa diferente. Iremos descobrir o lindo bairro da Foz onde se encontra a Fundação-Casa de Serralves, que inclui o Museu de Arte Contemporânea e os belos jardins que constituem o Parque. Continuamos o passeio pela Casa da Música, obra do premiadíssimo arquiteto Rem Koolhaas, inaugurada em 2005.Na sequência, dirijimo-nos a um restaurante local para almoço incluido na praia de Leça da Palmeira.Pela tarde regressamos ao centro da cidade e tempo livre para passear pela zona de Santa Catarina – aqui não deixe de tomar um café ou um chá no Café Majestic, um dos mais belos do mundo, frequentado pela nata da sociedade do Porto, desde a burguesia a artistas, poetas e escritores. Outro café histórico digno de menção, situado na Avenida dos Aliados, é o Café Guarany, aberto em 1933 e que, além de ter uma excelente localização, é também frequentado por inúmeros intelectuais e poetas.

À noite jantar livre onde recomendamos que vá até à Rua das Flores para jantar e passear pelo bairro.

Alojamento no Porto

 

2º  Dia - Porto

 

Após o café da manhã incluímos uma visita privativa com o seu motorista guia pela cidade do

Porto , Cidade "Invicta" por ter sempre defendido as causas liberais, viu recentemente o seu

centro histórico ser classificado de "Património Mundial". No Porto podemos usufruir dum vasto leque de atividades culturais e de lazer associados à sua herança histórica, natural e humana. Iremos visitar, entre outros, a curiosa Igreja dos Clérigos (séc. XVIII, estilo barroco), cuja torre servia para indicar o caminho de regresso aos pescadores. A Sé Catedral (séc. XII). O Palácio da Bolsa (séc. XIX, estilo neoclássico) todo o interior da sala árabe é revestido por uma película de ouro e a Fundação Serralves que tem uma admirável coleção de arte contemporânea e um agradável parque. O Porto é também internacionalmente conhecido pelos seus vinhos. As vinhas são cultivadas no vale do rio Douro em socalcos (extraordinária obra humana de "domesticação" da natureza) e depois, é transportado em rabelos para as visitáveis caves de Vila Nova de Gaia (na margem sul do rio Douro) onde estão instaladas as quinze caves, os templos Maiores deste néctar. Iremos visitar uma das Caves e fazer degustação de diferentes variedades. O vinho do Porto é um vinho licoroso de fama mundial, produzido exclusivamente a partir de uvas provenientes da região demarcada do Douro, a cerca de 100 km a leste do Porto. Depois da visita iremos passear nas várias pontes que ligam o Porto a Vila Nova de Gaia, a mais conhecida é a ponte D. Luís (séc. XIX), executada em ferro por um dos colaboradores de Eiffel.Almoço livre no Bairro da Ribeira do Porto degustando "Tripas à moda do Porto" (descubra a história deste prato) ou uma "francesinha".

Alojamento no Porto

3º  Dia – Porto – Guimarães - Ponte de Lima - Viana do Castelo

Após o café da manhã e check out.

Partimos a descoberta dos Vinhos Verdes e Alvarinho, situados na impressionante beleza da região do Minho. Percorrer esses caminhos é descobrir as origens e sabores da milenar cultura vinícola e mergulhar a fundo na História de Portugal. Seguimos com destino a Guimarães, conhecida como Berço de Portugal, pois aqui nasceu e viveu D. Afonso Henriques, que proclamou, nesta mesma cidade, a independência de Portugal, em 1143. Faremos uma parada junto ao castelo medieval da cidade, onde se encontram a Igreja de S. Miguel e o Paço dos Duques de Bragança, notável edifício do séc. XV, hoje museu,usado como residência oficial sempre que o Presidente da República se desloca a esta cidade. Obrigatório o passeio a péque nos permitirá conhecer o casco histórico, passando diante da Câmara Municipal, instalada em um antigo convento, e da Praça da Nossa Senhora da Oliveira, com a igreja do mesmo nome. Ao passear pelo centro histórico da cidade, que faz parte da lista do Património Mundial da UNESCO, irá por momentos imaginar-se num cenário medieval, onde a nobreza foi insinuando soberbas moradias como a casa Mota Prego, o Palácio de Vila Flor, do Toural e tantos outros que dão a atmosferaúnica de Guimarães. Seguimos para Ponte de Lima, a ponte romana que atravessa o Rio Lima neste local deu origem ao nome desta antiga vila. No centro de uma região agrícola rica, onde é produzido o famoso vinho verde, o seu património integra um grande número de solares e casas apalaçadas que se integram harmoniosamente com a alma tradicional da gastronomia e onde é uma boa ocasião para experimentar o seu primeiro VINHO VERDE. O Vinho Verde é único no mundo; naturalmente leve e fresco, é produzido na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, no noroeste de Portugal, uma região costeira geograficamente bem localizada para a produção de excelentes vinhos brancos. Berço da carismática casta Alvarinho e produtora de vinhos de lote únicos, a Região dos Vinhos Verdes festejou em 2008 o centenário da sua demarcação. Com baixo teor alcoólico, e portanto menos calórico, o Vinho Verde é um vinho frutado, fácil de beber, óptimo como aperitivo ou em harmonização com refeições leves e equilibradas . Chegada a Viana do Castelo pelo tarde para Jantar incluido e hospedagem no espetacular Fábrica de Chocolate Boutique

Hotel.

 

4º  Dia -Viana do Castelo – Monção – Valença - Ourense

 

Café da manhã e check out.

Hoje a nossa rota vai chamar-se a rota “O Ribeiro” onde o destino é Ourense, rota que tem estado muito ativa desde os tempos antigos, prova disso é a existência de estradas romanas, restos de minas, minas de ouro, entre outros. Mas antes de chegar a Espanha, visitamos Monção e o magnifico Palácio da Brejoeira, onde incluímos uma prova de vinhos especiais das ultimas colheitas. Daqui seguimos para Valença do Minho e passeamos pelas suas muralhas e centro antigo onde se recomenda que faça uma pausa para almoço. Pela tarde seguimos viagem pela Rota do Ribeiro, os primeiros documentos que definem esta região distinta datam do ano 928. Desde a Idade Média, a terra de “O Ribeiro” e seu povo que se encontram intimamente ligados ao cultivo da vinha e produção do vinho, vinhos estes referenciados pelos reinos cristãos desde século IX até o século XVII. O equilíbrio entre tradição e modernidade se refletem nas vinícolas que oferecem a possibilidade de visitas às suas instalações e assim dão a oportunidade de conhecer em primeira mão as características dos vinhos da região, os seus processos de vinificação, e realizar uma prova de degustação no melhor ambiente. O vinho da região O Ribeiro, têm uma personalidade única conferida pela combinação de variedades de castas locais, e uma tradição de séculos. A “Treixadura” é a variedade mais abundante e característica desta região. O vinho branco é considerado um dos melhores vinhos do mundo, caracterizado por ser limpo e transparente, um aroma subtil delicioso de flores e frutas. Os vinhos tintos, por sua vez, têm tons brilhantes, com um cheiro intenso e um sabor expressivo na boca. O vinho “tostado” é um vinho doce feito a partir do suco das melhores uvas pacificadas. A sua produção é trabalhosa e complexa, uma verdadeira pérola do vinho com características únicas. Não se pode visitar esta rota sem provar alguns dos pratos mais populares da área como: o polvo, a enguia, os pimentões, e claro, sempre acompanhado por um vinho Ribeiro. Para a noite de hoje incluímos uma visita e experiencia de banhos termais naturais em plena natureza e ao ar livre nas Termas de Outariz, chegue pelas 21h00 e desfrute até 02 horas nestes banhos termais inspirados na tradição dos banhos termais japoneses.

Acomodação em Ourense

 

5º  Dia – Ourense - Las Medulas – León (280 Kms)

Café da manhã e check out.

Seguiremos com destino a uma pequena povoação chamada Las Medulas, uma antiga exploração romana de ouro a céu aberto e é hoje uma paisagem grandiosa e espetacular de formações avermelhadas e de bosques de castanheiros e carvalhos, no local que anteriormente foi ocupado pelo monte Medilianum. Reconhecida pela Unesco como património da Humanidade graças à sua rara beleza. Após a visita, iremos parar também na povoação de Orrellán onde se pode fazer uma pausa para o almoço incluido num restaurante típico em ambiente rural (Casa Rural O Palleiro do pe do forno). Depois de um afamado almoço seguiremos para o reino Castilla y León, que fica no centro norte de Espanha e faz fronteira, a leste, com Portugal. León é de origem romana. Era um acampamento militar do ano da sétima legião no ano 74 d.C, como comprovam escavações ali realizadas. Esse núcleo inicial consolidou-se a partir do século III, quando os soldados foram autorizados a casar-se e morar nas proximidades do acampamento. Na Idade Média León foi ocupada por Mouros, depois reconquistada pelos Cristãos e tornou-se a capital de um reino independente unificado posteriormente ao de Castilla. Além de seu animado centro histórico em torno da Plaza Mayor, Léon tem entre suas atrações um importante património arquitetónico de diferentes épocas. Os destaques são suas antigas muralhas, igrejas medievais, como a esplêndida catedral gótica, a colegiata de San Isidoro, em estilo românico Espanhol, e palácios, como a Casa de Botines, a Casa de los Guzmanes e o renascentista Hostal de São Marcos, transformado em Parador.

 

6º Dia – León – Burgos (180 Kms)

Após o café da manhã, check out e continuação de visita para Burgos, localizado a cerca de 180 km de León, fundada como fortaleza em 884, foi elevada à categoria de sede episcopal em 1029. Durante os séculos XV e XVI constituiu um lugar de importantes feiras. Burgos foi sede do governo de Franco durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Burgos é uma cidade rica em arte gótica, destacando-se as igrejas de Santa Gadea (século XII), Santo Estêvão (século XIII) e S. Gil (séc. XIII-XIV), o Hospital del Rey, os conventos das Carmelitas e Agostinhas, e, sobretudo, a Catedral de Burgos a terceira maior catedral da Espanha, belíssimo edifício gótico, cuja construção arrancou no século XIII , visita com guia local da obra mais significativa do gótico Espanhol, sua Catedral , declarada Patrimônio da Humanidade. Em seu interior descansam os restos de Rodrigo Diaz de Vivar, El Cid Campeador, e sua esposa Dona Jimena.

Depois de um breve passeio por seu centro histórico, Terra natal de El Cid, o herói medieval peninsular, iremos visitar o Solar del Cid. Alojamento e jantar incluido em hotel do centro de Burgos

 

7º Dia -Burgos - Santo Domingo de la Calzada (D.O. Rioja Alta) - San Millan de la Cogolla - Haro (D.O. RiojaAlta). Logroño (D.O. Rioja Alta) – (178 Kms)

 

Café da manhã e check out.

Saída pela manhã com destino a Santo Domingo de la Calzada onde daremos um rápido passeio a pé pelo centro histórico desta importante cidade do Caminho de Santiago. Visita ao Parador de Sto. Domingo de la Calzada , antigo hospital do século XII, junto à catedral, construído por Santo Domingo para hospedar os peregrinos que faziam o Caminho de Santiago. De estilo régio e elegante, possui salões majestosos e um vestíbulo repleto de arcos góticos e entalhes em madeira. Depois seguiremos para visita ao Mosteiro de Yuso e Suso, berço da língua Espanhola, já que foi precisamente aqui onde Gonzalo de Berceo escreveu sua primeira poesia em língua Castelhana. A biblioteca de Yuso contém mais de 300 documentos datados entre os séculos XI e XV, de incalculável valor histórico e literário.  Almoço livre e pequeno passeio em Haro.

Seguido ao almoço rumamos para Logroño, cidade que está situada na Denominação de Origem Rioja Alta, e suas principais características são: clima continental moderado, de influência cantábrica, e seus vinhedos se estendem sobre terrenos argilosos calcários de topografia suave. Destaca a cepa Tempranillo, que proporciona vinhos tintos equilibrados, de um atrativo vermelho rubi, elegante aroma, estáveis, especialmente indicados para “Crianza”. Logroño, capital da Rioja. Esta cidade é rica em historia e tradições que se conservam desde a Idade Média. O Caminho de Santiago a transformou em uma das cidades mais importantes do mesmo, deixando um interessante conjunto monumental estreitamente ligado à tradicional passagem dos peregrinos. Visitaremos a Catedral de Santa Maria la Redonda , que ergue suas imponentes torres barrocas na praça do Mercado.

Jantar livre de tapas na famosa rua do Laurel, uma verdadeira festa para o paladar .

Acomodação em Logroño

8º  Dia -Logroño (D.O. Rioja Alta) - Elciego (D.O. Rioja Alavesa) - Laguardia – Zaragoza

 

Café da manhã e check out.

Começaremos o dia de hoje com uma visita à vinícola Alcorta, uma das mais conhecidas da Rioja, onde degustaremos dois dos seus excelentes vinhos. Em seguida iremos visitar o Museu do Vinho Dinastia Vivanco, onde faremos novamente outra degustação de vinhos e aperitivos, depois de uma agradável degustação rumamos a Elciego. Esta localidade pertence à Denominação de Origem Rioja Alavesa, caracterizada por terras acidentadas, calcárias, muito adequadas para o cultivo da videira; os verãos são curtos e os invernos com temperaturas temperadas, com alguma geada mas pouca neve. O vinhedo está orientado ao Sul, protegido pela Serra de Cantábria. Esta zona elabora vinhos tintos com a Tempranillo que tanto jovens (de cosecheros) como submetidos a “Crianza”, atingem altos níveis de qualidade. Visitaremos a vinícola Marqués de Riscal onde faremos uma degustação. Esta é a vinícola mais antiga e tradicional da Rioja. No interior deste complexo está o eixo principal, o hotel projetado por Frank O. Gehry.

Após a visita continuaremos nossa viagem em direção a Laguardia, onde novamente faremos uma degustação e visita à vinícola Ysios. Esta vinícola ocupa um edifício desenhado pelo arquiteto Santiago Calatrava junto da Serra de Cantábria, construído de forma a integrar-se na paisagem. Concebida como um templo consagrado ao vinho, foi inaugurada em 2001 e se transformou na bodega de autor pioneira na Rioja, dando início assim a uma corrente de construção de vinícolas vanguardistas que continua até hoje. O edifício está apoiado em dois muros. Esses muros estão revestidos por lâminas verticais de madeira e lembram uma fileira de barricas. Seguimos depois em direção a Zaragoza , no caminho faça paradas para apreciar a paisagem. Em Zaragoza jante na Zona do Tubo, famosa por seus bares e pequenos restaurantes.

Hospedajem em Zaragoza

 

9º  Dia – Zaragoza – Sant Sadurni D`Anoia – Vilafranca del Penedés – Barcelona

 

Café da manhã e check out.

Ainda em Zaragoza faça uma visita à espetacular Basílica de Nossa Senhora do Pilar em Zaragoza e depois da visita parta rumo a Sant Sadurní d ?Anoia, para realizar uma visita guiada a Caves Codorniu. Visitaremos seus jardins, museu, adegas subterrâneas e terminaremos com uma degustação de Cavas. Seguiremos rumo a Vilafranca del Penedès. Esta cidade está localizada na Denominação de Origem Penedès, que herdou seu nome da região catalã que tem o mesmo nome. A área de cultivo abrange 47 municípios do sul da província de Barcelona, e 16 municípios da província de Tarragona. Seus vinhos brancos são famosos. São vinhos leves, aromáticos, de pouco corpo. Também produzem vinho de agulha e rosado e possuem uma pequena produção de vinho tinto. Visitaremos uma das vinícolas mais importantes da Espanha, Bodegas Torres. Começaremos nosso tour pelo túnel das estações, uma experiência multimédia em homenagem ao vinhedo, que consiste na contemplação do ciclo vital da natureza do ponto de vista da cepa, sentindo o transcurso das estações,as mudanças climáticas, os fenómenos meteorológicos... até chegar à vindima e à transformação da uva em vinho.

Em seguida, daremos um passeio por suas instalações a bordo de um trenzinho, onde nos explicarão osdiferentes processos de elaboração do vinho. Terminaremos nossa visita com uma degustação comentada. Rumamos a Barcelona e sugerimos jantar a base de tapas no bairro do Born.

Acomodação em Barcelona

10.o Dia - Barcelona

 

Após o café da manhã visita a Barcelona em Tour regular de dia inteiro pela capital de Catalunha, a segunda maior cidade da Espanha e atualmente uma das cidades mais fantásticas do mundo por sua beleza, clima, patrimônio cultural, pelas obras de Antoni Gaudí e por sua encantadora atmosfera mediterrânea.

À tarde seguimos com o tour panorâmico por Barcelona, passando por Paseo de Gracia, Parque Guell, onde pararemos para visitar este peculiar lugar, projetado por Antoni Gaudí para ser uma cidade jardim. De lá seguimos até a praça Espanha, construída durante a Exposição Internacional de 1929, através da qual se chega à zona de Montjuïc, e onde estásituada a Feria de Muestras (Centro de Convenções) e o Museu Nacional de Arte da Catalunha. Depois subimos até o Mirador del Alcalde, onde teremos uma espetacular vista panorâmica da cidade; desceremos com o ônibus até a estátua de Colombo para terminar no bairro do Borne. À noite, sugerimos jantar no Bairro Gótico.

11º  Dia -Barcelona

Café da manhã e Dia livre em Barcelona

12º  Dia – Barcelona – Carcassone - Tolouse

 

Café da manhã e check out.

Partimos para Carcassone, a primeira impressão que se tem em Carcassonne é a de um castelo encantado, que alguma fada terá feito nascer no cimo da colina com um toque da sua varinha mágica. Uma vez dentro das muralhas, descobre-se uma verdadeira relíquia da Idade Média. O seu casario antigo abriga uma infinidade de restaurantes e hospedarias que revivem, através da decoração e da cozinha local, a época dourada da cidade, entre os séculos XI e XIII. Pelas suas praças, onde ainda resistem alguns poços de pedra que abasteciam de água a população, distribuem-se agora esplanadas muito concorridas, com espetáculos diários de música ao vivo. Passeie sem pressas pelas ruelas da cidade e deixe- se perder nos encantos da cidade.

Almoço livre em rota.

Partimos para Tolousse pela tarde. Conhecida como La Ville Rose - A Cidade Rosa – devido à sua arquitetura única em tijolos de terracota rosados, Tolousse combina o charme de uma cidade antiga com uma essência renovada e cosmopolita. O rio Garonne flui através da cidade, dividindo-a em duas partes, com a Cidade Velha e a maioria dos locais de interesse turísticos a emergirem a este, na margem direita do rio. As ruas planas do antigo centro convergem em belas praças, edifícios rosados, igrejas e catedrais. A ampla Praça do Capitólio é o centro geográfico da cidade, com uma enorme cruz de bronze desenhada no pavimento, cafés e restaurantes abrigados sob as arcadas dos edifícios circundantes. Aproveite o final de tarde para passear pelo centro histórico.

Acomodação em Tolousse.

13º  Dia- Toulouse - Brive-la-Gaillard – Sarlat-de-Canéda - Bergerac

 

Café da manhã e check out.

Saímos para Brive-la-Gaillard, tempo para aproveitar a cidade e “perder-se” em suas ruelas. Aqui pode degustar um delicioso almoço livre “a autêntica cassoulet”, deixamos a região dos vinhos para enfrentar outra dura batalha... se deliciar na região gastronômica da Dordogne!

Daqui seguimos em direção de Sarlat, Sarlat-la-Canéda possui a maior concentração de fachadas medievais, renascentistas e do século XVII entre as cidades da França. As edificações de Sarlat foram tombadas desde 1962 e formam um museu ao ar livre. Nela encontramos estreitas alamedas e arcadas e antigas casas urbanas de pedra ocre, ricas em detalhes ornamentais.

Seguimos viagem para Bergerac, famosa, entre outras coisas, pelo romance entre Cyrano de Bergerac e sua amada Roxane. Na passagem visite Monestier para apreciar as paisagens ao longo do rio Dordonha e as vilas que se encontram no percurso. Esta região da Dordonha é repleta de vilarejos e famosa por sua boa culinária, rica em temperos e especiarias.

Jantar gastronômico e acomodação em Bergerac

 

14º  Dia – Bergerac - Entre-deux-Mers - Castillon-la-Bataille – St. Emilion - Bourdeaux

 

Café da manhã e check out.

Hoje descobriremos uma linda região, é a região «Entre-deux-Mers» seu nome faz referência aos dois rios que circundam a área, o Garonne e a Dordogne. Aqui iremos visitar um

produtor de vinhos com agricultura orgânica seguido de degustação. Visitaremos a cidade de Castillon-la-Bataille, e ao almoço faremos um curso de degustação na Ecole de Vins de Saint-Émilion, descoberta desta encantadora cidade medieval, toda construída em calcário amarelo.

Pela tarde nossa estrada é entre as vinhas de Saint Émilion e Pomerol, os vinhedos châteaux, nomes como Château Ausone, Cheval Blanc, Angelus, Figeac... St-Emilion, distrito que possui diversas propriedades vinícolas, além de possuir sua própria tabela de crus classés. O Cheval Blanc está no topo: um rico e picante Premier Grand Cru. St-Emilion também é uma encantadora aldeia situada no meio de uma região vinícola. Suas origens remontam ao século 8o. Hoje ainda se vêem casas medievais nas ruas estreitas e também estão preservadas partes da fortificações do século XIII. indiscutível pátria do Merlot! Visita e degustação no Chateau Laniote, Grand Cru classe de St Emilion. Faremos uma visita também ao Chateau Franc Mayne, Grand Cru Classe de St Emilion. Em 1999, a jurisdição de Saint-Emilion foi a primeira paisagem vinícola classificada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO. Qualificados por Louis XIV, quando visitou Libourne, o “néctar dos deuses”; os vinhos de Saint Emilion são quentes, generosos, encorpados e com uma cor muito bonita. Eles desenvolvem com a idade um buquê altamente distinto.

Desde 1956, os crus de Saint-Emilion estão classificados no topo dos melhores vinhos. Visite a igreja monolítica de Saint-Émilion, escavada em um rochedo no centro da cidade.

Acomodação em Bourdeaux

15º  Dia – Bourdeaux & Pessac

 

Após o café da manhã encontro com guia local que irá levá-lo para uma visita do centro histórico de Bordeaux a pé. Após o passeio pela cidade, sairemos para descobrir a área do vinho de Pessac Leognan. Depois de visitas privadas a 2 vinícolas, voltamos a Bordeaux para visitar a Cité du Vin, um novíssimo museu e sala de exposições dedicado ao vinho.

Alojamento em Bourdeaux

 

16º  Dia – Bordeaux – Cognac & Fronsac

Após o café da manhã, saimos de Bordeaux para descobrir a região de Cognac que deu o nome a famosa bebida. Visita a uma pequena família que produz localmente conhaque e pinhões, um aperitivo regional, e produzido nesta casa e família por 6 gerações. Daqui seguiremos para a cidade vizinha de Fronsac, onde depois de um piquenique privado incluido, passaremos a tarde num vinhedo fazendo degustações. À noite, transfer privado para o Château Grand Barrail para refeição de 3 pratos (bebidas não incluídas) e retorno a Bourdeaux ao final da noite.

Alojamento em Bordeaux

17º  Dia – Bordeaux – Paris (trem)

Café da manhã e check out.

As malas seguem com o nosso motorista para Paris e nós seguimos viagem em Trem (traslado do hotel para a estação de Trem de Bordeaux pelo motorista Younique), embarcando depois em Trem para Paris. Chegando em Paris, tour privado de Paris por 04 horas com guia local onde terá a oportunidade de ter a primeira impressão da cidade e situar-se.

Alojamento em Paris

 

18º  Dia – Paris

Café da manhã no Hotel.

Visita autoguiada incluída a Torre Eiffel com acesso ao nível superior, com entrada de horário marcada. Os clientes receberão também ingressos para aproveitar um Cruzeiro no rio Sena com champanhe, em horário a sua escolha. Resto do dia livre.

Noite em Paris

 

19º Dia – Paris / Brasil

Após o café da manhã e em horário a determinar, traslado privado para o aeroporto de Paris e fim dos nossos serviços.

Se interessou? Preencha o formulário abaixo:

Nome:

E-mail:

Cel:

Tipo :

Local:

Mensagem:

Sartre Logo

Rua Alegre, 928 - Santa Paula - São Caetano do Sul, SP | CEP 09550-250
+55 (11) 2757-0000 • (11) 4427-8581

NeoTurismo © 2018 • Desenvolvido por Logo Incandescente